Voltar para postagens

Fevereiro 20, 2021

Ser Vegano: 5 mudanças que ocorrem no seu corpo

Ser Vegano: 5 mudanças que ocorrem no seu corpo - Organi Chiado

Ser Vegano: 5 mudanças que ocorrem no seu corpo

Como ser vegano de forma saudável

Quando se discute o percurso de como se tornar vegano, para além de todas as questões de ética, estilo de vida, ativismo e filosofia associadas, a questão da saúde está sempre presente no argumentário.

E se não está, deveria estar. Porque ser vegano é, também, viver de forma mais saudável, para além de todos os outros benefícios para o planeta e para todos os nossos amigos que neste habitam connosco – os animais, claro.

Ser vegano é sinónimo de ser mais saudável. Contudo, a transição de uma dieta com produtos de origem animal para o veganismo é um processo que deve ser encarado com cuidado.

Saber como se tornar vegano é importante. Mas até se ser vegano de corpo e alma há um caminho para percorrer.

O que espera o nosso corpo ao longo e no fim desse caminho? Quais os benefícios de chegar ao fim da maravilhosa jornada de como se tornar vegano? Tornar-se vegano muda o nosso corpo? E se sim, como? Quer saber como se tornar vegano sem descurar a saúde na transição?

Tornar-se vegano: a reação inicial do corpo

Antes de mais, é fundamental dizer que o processo de ser vegano deve iniciar-se com muita pesquisa e leituras sobre a matéria, conversas com quem passou pelo processo e até, se possível, pelo aconselhamento com um nutricionista.

Quando se deixa de comer produtos de origem animal, poderão faltar determinados nutrientes como ferro, iodo e vitaminas D e B12. Isso pode ser equilibrada com o consumo de vegetais como feijões, lentilhas, nozes, alimentos integrais e cereais, bem como compensada com suplementos alimentares.

É preciso aconselhamento nos primeiros passos, para que estes sejam seguros e plenos.

É natural que nos primeiros tempos verifique alguma flutuação no seu peso – porque uma dieta rica em vegetais é menos calórica – e que também sinta mais fome, porque uma dieta plant based acaba por ser digerida de forma mais rápida.

Por isso, deve procurar ajuda de alguém na área da nutrição para organizar a sua dieta em função das necessidades específicas do seu corpo.

É também possível que nos primeiros dias sinta algum inchaço, causado pela reação do corpo à presença de novos elementos. Por outro lado, ao fim de pouco tempo sem comida de origem animal, passará a “sentir” mais o sabor dos alimentos, visto que as papilas gustativas começam a funcionar melhor.

Ao mesmo tempo e com a retirada da carne processada da dieta, sentirá muito mais energia!

Por essa altura já terá a certeza que tornar-se vegano foi a melhor opção de vida possível!

Sim, ser vegano custa e o processo de se transformar e de como ser vegano não é tão fácil quanto um truque de magia – mas vale a pena chegar ao fim.

De resto, nos primeiros tempos é de esperar que a função intestinal sofra algumas oscilações que convém monitorizar.

A tendência será sempre para melhorar, quando a flora intestinal se reconstruir e melhorar, adaptando-se à nova dieta.

Ao longo do tempo, outras mudanças acontecerão e há factos que deve ter em atenção.

Tornar-se vegano: 5 mudanças no corpo a longo prazo

Menos Vitamina D

O défice de Vitamina D –  vinculada aos alimentos de origem animal - pode afetar músculos, ossos e dentes e a sua falta tem sido associada ao cancro, depressão e doenças cardíacas. Sabendo isto, como ser vegano então?

Uma boa ideia é fazer a transição para ser vegano numa altura com mais luz solar – grande fonte de Vitamina D. No Inverno, pode ter que tomar suplementos da vitamina. Sim, apanhar sol e tornar-se vegano são conceitos que andam de mãos dadas. Que bom!

Mais saúde cardiovascular

Menos sal e alimentos processados é sinónimo de prevenir doenças cardíacas e reduzir o risco de diabetes. A perigosa ligação entre carne vermelha e doença cardiovasculares já é conhecida há muitos anos.

Há também estudos que indicam que a carnitina presente na carne provoca no intestino uma série de reações químicas que afetam o coração. Por falar nisso: também os vegetarianos têm menos de hipertensão, diabetes e cancro do cólon, entre outras doenças do intestino.

Menos acne

Ao trocar-se a carne por legumes e frutas, eliminam-se mais toxinas e esse detox tem um efeito excelente na pele. Resultado: uma pele melhor, com menos acne e manchas. Saber como ser vegano também é saber como ser mais saudável e, claro, mais bonito(a).

Mais genes

Se quer saber como ser vegano saiba que há detalhes quase imperceptíveis no nosso corpo que são extraordinariamente importantes conhecer. Temos gentes positivos e negativos, sendo que estes últimos são ativados com um estilo de vida pouco saudável, provocando doenças crónicas, por exemplo. A vida saudável ativa os genes positivos e melhora a sua saúde.

Menos colesterol

Quando passamos a comer apenas alimentos vegetais, o colesterol no nosso sangue diminui claramente, num efeito que é semelhante à toma de fármacos para controlo de colesterol, só que sem os efeitos secundários que algumas medicações provocam.

Todo o processo de saber como se tornar vegano até o ser de facto, é uma jornada maravilhosa de descoberta que precisa do seu autocuidado consciente para ser feita de forma saudável.

O resultado só traz benefícios para todos. Pelo planeta, pelos animais e, claro, por si.