Voltar para postagens

Junho 29, 2021

O que é uma dieta vegan?

O que é uma dieta vegan?
O que é uma dieta vegan?

Hoje em dia optar por uma dieta vegan não inclui apenas uma escolha diferente de alimentos para se ingerir durante o dia. A comida vegan tem ganho cada vez mais popularidade e as pessoas que optam por alterar a sua dieta, optam também por um estilo de vida diferente daquele que levavam até então.

É importante ter em conta que para seguir uma dieta vegan, as pessoas acabam por adotar também um estilo de vida mais ambiental que procura excluir tudo o que envolva crueldade ou exploração animal. Por esse mesmo motivo as escolhas no tipo de roupa que essas pessoas vestem, cosméticos que utilizam entre outros fatores acabam por sofrer alteração. É também de notar que o mais comum é passar de ser vegetariano a vegano, o que torna também mais fácil o processo de adaptação.

Antes de iniciar qualquer tipo de dieta é sempre importante questionar quais os benefícios do veganismo. Embora seja constantemente referido que uma dieta rica em vegetais é extremamente saudável, as dietas vegans não devem ser feitas apenas tendo em conta as opções de vegetais. São dietas onde se podem ir buscar diversas frontes proteicas e dos restantes nutrientes necessários para uma alimentação equilibrada.

As regras base de uma dieta vegan é ser uma dieta que exclui por completo qualquer produto de origem animal. A vontade de iniciar este tipo de dieta pode vir de motivos ambientais, éticos ou até mesmo de saúde. Por questões de saúde, muitas pessoas utilizam este tipo de dietas para perder peso ou controlar os níveis de açúcar no sangue, como é o caso das pessoas com diabetes. Seja qual for o motivo, estas mudanças alimentares têm-se revelado extremamente benéficas a longo termo quando praticadas da forma correta.

Ser vegano e vegetariano: diferenças?

A diferença principal entre uma pessoa fazer uma dieta vegan, ao invés de uma dieta vegetariana é a restrição de alimentos de origem animal. Enquanto um vegano não consome nada que seja de origem animal, incluindo os derivados – como é o caso do leite, ovos, mel, etc. – um vegetariano vai poder comer esse tipo de alimentos ou não, deixando apenas de comer alimentos como carne, peixe e marisco.

A dieta vegan normalmente é rica em leguminosas, vegetais, cereais e frutas. Fazemos então uma lista daquilo que pode incluir na sua dieta vegan:

  • Leguminosas: feijão, soja, grão-de-bico, amendoim, ervilha;
  • Frutas: manga, laranja, limão, abacate, banana, mamão, maçã, pera;
  • Grãos integrais: trigo, quinoa, milho, arroz, amaranto;
  • Derivados de soja: seitan, tofu, tempeh, proteína de soja, miso, tahine;
  • Tubérculos e raízes: todos os tipos de batata, mandioca, inhame;
  • Vegetais: tomate, couve, acelga, brócolos, chuchu, espinafre;
  • Sementes: linhaça, chia, semente de abóbora e de girassol;
  • Sementes oleaginosas: amêndoas, castanhas, nozes, avelãs;
  • Outros: leites vegetais, óleo de coco, azeite de oliva.

Como se tornar vegano?

Existem várias formas de iniciar uma dieta vegan. Primeiramente é sempre aconselhável que consulte um nutricionista, caso tenha alguma questão de saúde que possa ser impactada com a alteração da sua rotina alimentar. Em segundo lugar aconselha-se sempre a que se faça uma vasta pesquisa para perceber que tipo de alimentos existem disponíveis neste tipo de dieta e qual a melhor forma de substituir os nutrientes que consumia da sua dieta antiga. Outra dica que pode ser útil é a toma de suplementos alimentares naturais que ajudem na substituição de certos nutrientes que não vai estar a ingerir da mesma forma.

Resumidamente, o mais importante ao começar uma dieta vegan é:

  1. É importante planear as suas refeições: de forma a evitar uma dieta que se torne demasiado limitada a alimentos processados e que, ao invés, seja rica em alimentos naturais. É importante ingerirmos os nutrientes necessários para evitar deficiências nutricionais.
  2. Consulte um especialista em nutrição: os nutricionistas vão saber, melhor que ninguém o aconselhar a seguir uma dieta equilibrada e dentro do limite dos alimentos que poderá ou não ingerir, também lhe poderão aconselhar um bom suplemento alimentar natural para tomar diariamente na primeira fase de habituação.

No que toca a opções vegan, ao iniciar esta nova fase alimentar vai descobrir novos alimentos e receitas e perceber, ao longo do tempo, que tornar-se vegano não é assim tão complicado quanto parece. Felizmente em Lisboa cada vez mais se torna fácil para uma pessoa com este tipo de alimentação frequentar espaços de restauração. O que antes se resumia a um prato de salada como “opção vegan ou vegetariana”, hoje em dia expandiu-se muito mais. Felizmente vai poder contar cada vez mais com um restaurante vegan ao virar da esquina, o que vai tornar a sua vida muito mais simples e apetitosa.